fbpx

Casas, Prédios e Salões

O marido de Munira, da Meias Penha, José Donato Feola, é um penhense que ajudou a construir o bairro, literalmente.

Nascido em Cordeirópolis, interior de São Paulo, formou-se em engenharia, mudou-se para a Penha em 1945, e começou a comandar obras.

Em 1968, abriu seu próprio empreendimento.

A Construtora Feola foi responsável por diversas obras no bairro e imediações, como a remodelação do balneário do Clube Esportivo da Penha, construção do prédio da Gazeta Penhense, do Fórum da Penha, o salão de festas Big House, entre outros.

José Donato faz parte da associação Viva o Centro da Penha, ajudou a elaborar o projeto de construção da nova linha de trem para o bairro e participa das reuniões nas quais discute, junto com técnicos da subprefeitura, o Plano Diretor Regional.

“Tudo o que conquistei na vida está aqui: minha mulher, meus dois filhos, meu patrimônio; preciso zelar pelo lugar que contém toda a minha história”, diz.

Alguns dos prédios que Feola construiu, Marco Antônio Jorge vendeu.

O dono da imobiliária Marco Antônio Imóveis, diz que não troca a Penha por nenhum outro lugar.

“Aqui a gente conhece todo mundo,é como no interior: as pessoas de vez em quando fazem fofoca, mas se ajudam e se querem bem.”

Ele conta que nos últimos cinco anos o negócio de imóveis tem ficado mais difícil.

“Os aluguéis baixaram, porque a oferta aumentou muito e o poder aquisitivo diminuiu”, analisa.

Mas se diz confiante no futuro.

“Tenho perseverança e sei que as coisas vão melhorar.”

 

Leave a Reply