fbpx

Novos Empreendimentos

Em meio a lojas tradicionais com várias décadas de idade, o Shopping Center Penha exibe, no número 304 da Rua Dr. João Ribeiro, o vigor da juventude.

Situado no centro do bairro, circulam por ele todos os meses cerca de 1,5 milhão de pessoas.

O centro de compras foi inaugurado em 19 de outubro de 1992 e conta hoje com 220 lojas, distribuídas em dois pisos.

Além de uma central de cursos e feiras culturais, promove exposições de flores e outros eventos.

Entre as iniciativas com vistas ao futuro, que envolvem desde empresas tradicionais, novos comerciantes e a comunidade ao redor, está a capacitação de representantes de Organizações Não Governamentais (ONGs) para o desenvolvimento, construção e hospedagem de sites gratuitos.

O curso será ministrado na unidade especializada em Terceiro Setor do Senac São Paulo, que fica na Penha.

Nomeado de Site Social, o projeto pretende treinar funcionários e voluntários vinculados ao Projeto Redes Sociais do Senac para que construam páginas na internet e, assim, divulguem mais e melhor as entidades.

“Acredito que esse projeto irá contribuir para a inclusão digital, dará maior visibilidade e fortalecerá as organizações de base comunitária”, afirma Jorge Duarte, gerente da unidade especializada em Terceiro Setor do Senac.

A Distrital Penha da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), fundada em 13 de novembro de 1951, foi a segunda distrital criada, logo depois de Pinheiros, estabelecida no mesmo ano pelo então presidente Henrique Bastos Filho.

Com sede no número 199 da movimentada Rua Gabriela Mistral, a distrital conta com 1.400 associados e sua jurisdição compreende, além da Penha, os bairros de Vila Matilde, Cangaíba e Arthur Alvim.

Não por acaso uma das vias que desembocam na Rua Gabriela Mistral, em trecho próximo à distrital da Penha, é justamente a Coronel Rodovalho, homenagem ao importante empreendedor paulistano Antonio Proost Rodovalho – que durante muitos anos teve casa no bairro – e foi fundador da ACSP, em 1894.

Hoje, a entidade, presidida pelo empresário Guilherme Afif Domingos, conta com 15 sedes na capital paulista, que atuam em prol dos empreendedores – e da comunidade.

O empresário Ivan Lorena Vitale é o atual diretor superintendente da Distrital Penha.

Há 30 anos trabalhando na entidade, ele exerce sua terceira gestão no cargo.

Penhense de nascimento, Vitale tomou o primeiro contato com o comércio nas lojas de tecidos e papelaria do pai.

Hoje, se auto-intitula produtor rural, por ter algumas plantações e morar em uma chácara nos arredores, mas afirma nunca ter abandonado o espírito empreendedor.

“É importante manter a mente de homem de negócios para tomar as decisões certas, que atendam aos interesses locais e beneficiem o maior número possível de pessoas”, diz.

E continua atento aos problemas em todas as áreas: de mudanças no trânsito a enchentes, de camelôs a melhorias nos transportes coletivos.

Uma conquista recente da entidade foi justamente a inclusão da linha F de ônibus, que aumentou o número de coletivos com ponto final no terminal Penha.

Outro projeto que entusiasma o administrador da distrital é a criação da nova estação de trem para o bairro, dentro da malha da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

O projeto ainda está no papel mas, se implantado, vai beneficiar os moradores do centro do bairro, que fica no alto do morro, onde apenas chegam os ônibus, pois a estação Penha do metrô está localizada na baixada.

“Começou a ser concebido aqui na distrital”, orgulha-se.

Leave a Reply